sábado, 30 de abril de 2011

Meu blog fez 1 mês! Refletindo...


Olá...meu blog fez aniversário de 1 mês ontem e eu me esqueci!! Passa tão depressa que nem percebi a data...parece tolice não acham?? ahh,o que são trinta dias, mas foram 15 postagem, sendo 13 de receitas...todas saídas da minha cozinha e isso me deixa bem feliz!! e o que é mais importante que se sentir feliz??
Todos os dias navego no mundo virtual...passeando na maioria das vezes por blogs de culinária e coisinhas afins...sempre tem algo para me surpreender...uma postagem informativa, inteligente, ou receitas incríveis com ingredientes sofisticados, ambientes requintados, pratos apresentados de forma elegantíssima, fotos maravilhosas de cair o queixo, tiradas com câmeras de útima geração! então eu fico pensando - nossa!! será que algum dia meu blog poderá estar assim?!?
Aí eu me pergunto, mas é isso que eu quero?? é assim que eu sou?? NÃO!! não sou chique, nem sofisticada, nem mesmo elegante!rs...meu dia a dia não é assim, não tenho facilmente na minha cozinha ingredientes caros e incomuns, tampouco eletrodomésticos caríssimos -  embora eu os queira,rs - sou simples, gosto de coisas simples, de receitas de todo dia, com ingredientes que encontro no supermercado e posso comprar sem sofrer...daquelas comidinhas que tem "sustância" e nos deixam felizes!!
Não tenho absolutamente nada contra as comidas refinadas e tal...gosto muito de ver, conhecer, aprender e se possível provar! e claro que informação + conversa inteligente na cozinha serão sempre bem vindas e nisso pretendo evoluir. Antes, olhava os blogs e imaginava o meu igual àqueles, mas eu não sou igual àquelas pessoas...eu tenho meu jeito, meu "estilo", hei, eu tenho estilo!!rs...meu paladar e o mais importante meu gosto pessoal!! eu sei, já chega!afinal, toda essa falação pra dizer pra mim mesma que estou feliz assim, desse jeitinho aqui...simples assim!! Eu tô amando meu blog!! ;-)
Obrigado à todos que estão vindo aqui, voltem sempre!! :))

Até a próxima...bjs.

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Enroladinho de salsicha!


Ai,ai...fim de tarde de sexta-feira...filho chegando faminto da escola...o que fazer para lanchar??!!
Sempre que estou em casa no fim de tarde - coisa rara - tento pensar em algo diferente para o lanche, fugindo do habitual e provocando exclamações de alegria no filhão -uhhhhhuuuu!!!rs
Hoje eu estava em casa,mas não tinha muito tempo livre, então fui procurar uma receitinha de enroladinhos de salsicha no amigo de todas as horas...google! Entre tantas, optei por essa que me pareceu fácil, rápida e com depoimentos favoráveis...não me arrependi! a massa é fácil de trabalhar, cresce bem e fica muito fofa!!
Como descobri um pouco tarde, que as salsichas não seriam suficientes, recorri ao que tinha em mãos...mozarela e mortadela bolonha defumada cortada em cubinhos,com uma pitada de requeijão cremoso tipo catupiry...hummm...e não é que ficou bom?!!

Enroladinho de salsicha.

- 2 tabletes de fermento fresco ( 30g )
- 1 colher (sopa) de açúcar
- 1 colher (chá) de sal
- 1 xícara de leite
- 1/4 xícara de óleo
- 1 ovo
- 4 xícaras e 1/2 de farinha de trigo
1 ovo batido para pincelar

Modo de Fazer:

Dissolva o fermento no leite morno, adicione os demais ingredientes (coloque a farinha aos poucos) e amasse bem.Sove até estar macia.
Cubra com papel filme e deixe descansar por 30 minutos.
Abra com rolo, coloque a salsicha ou o recheio de sua preferência*, disponha em assadeira untada, pincele com o ovo batido e leve ao forno 180º até que dourem.

Fiz apenas metade da receita acima e consegui 15 enroladinhos.

*Se vc usar recheio que leve queijo, feche bem para não vazar.

Creio que essa massa fique boa, mesmo como um simples pãozinho para o café.



Fim de semana chegou,então..."simbora" pra cozinha!rs...

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Torta caramelizada de bananas!


Olá...meio de semana,a vida naquela correria,o tempo não basta para tudo que queremos fazer, mas para não deixar de ter algo gostoso para o lanche, eu trouxe esse bolinho de bananas - que desde menina, lá em casa chamamos de torta - o docinho da calda é muito bom...eu nem espero esfriar!rs...
Essa torta está no caderno de receitas da minha mãe faz muiiiito tempo,creio que várias pessoas tenham sua  própria versão, mas outras tantas nunca se aventuraram em fazer um  caramelo ou não tem uma boa massa.Acabei por adaptar a receita para algo mais rápido e prático,mas muito saboroso,que é a massa de iogurte,ela nunca falha e vc pode variar substituindo pela fruta de sua preferência,sempre com a mesma massa base.
Experimente,é fácil...basta caramelizar a assadeira,dispor a fruta que vc escolheu,bater os ingredientes no liquidificador...e voilá...está pronta uma deliciosa torta de bananas!
Gosto muito de novas experiências e sabores na cozinha, mas aquilo que remete à infância continua sendo especial pra mim!!

Torta caramelizada de bananas!

- 1 copo de iogurte natural ( pode ser integral ou desnatado)
- 1 copo de óleo ( diminuí para 2/3 e uso o copo de iogurte para medir)
- 2 copos de açúcar ( uso 1 e 1/2 )
- 2 copos de farinha de trigo
- 2 colheres (sopa) de amido de milho
- 1 colher (sopa) de fermento em pó
- 4 ovos
- bananas suficientes para recobrir a forma
açúcar para o caramelo

Modo de Fazer:

Coloque todos ingredientes da massa no liquidificador e bata até ficar homogêneo.
Caramelize uma forma retangular de 23 por 32cm com açúcar cristal,eu coloco o açúcar direto na forma e aqueço na chama do fogão virando sempre para não queimar o caramelo...vc pode também fazer à parte um caramelo utilizando açúcar e água e depois despejar na forma.Deixe que o caramelo escorra por todo à superfície,esparramando por igual.Espere esfriar um pouco para untar as laterais com manteiga.
Pique as bananas* em rodelas ou no sentido do comprimento,disponha sobre o caramelo frio até que cubra tudo,nesse momento eu gosto de salpicar canela em pó sobre as bananas,acho essa combinação incrivelmente saborosa!
Despeje a massa sobre as bananas e leve ao forno pré-aquecido à 180º por 45 minutos ou até que doure.
O cheirinho de canela e caramelo vai invadir sua cozinha!!

*Aproveite as bananas que estão passando na fruteira ou experimente com maçãs, abacaxis, pêssegos ou peras.

Boa semana a todos e até a próxima...

sábado, 23 de abril de 2011

Páscoa!

Olá,hoje trouxe para vocês um pouquinho sobre o significadoa da Páscoa,eu mesma aprendi mais sobre a celebração com essa leitura.
Uma Feliz e Santa Páscoa à todos!!
 
O significado da Páscoa
A Páscoa é uma festa cristã que celebra a ressurreição de Jesus Cristo. Depois de morrer na cruz, seu corpo foi colocado em um sepulcro, onde ali permaneceu, até sua ressurreição, quando seu espírito e seu corpo foram reunificados. É o dia santo mais importante da religião cristã, quando as pessoas vão às igrejas e participam de cerimônias religiosas.
Muitos costumes ligados ao período pascal originam-se dos festivais pagãos da primavera. Outros vêm da celebração do Pessach, ou Passover, a Páscoa judaica. É uma das mais importantes festas do calendário judaico, que é celebrada por 8 dias e comemora o êxodo dos israelitas do Egito durante o reinado do faraó Ramsés II, da escravidão para a liberdade. Um ritual de passagem, assim como a "passagem" de Cristo, da morte para a vida.
No português, como em muitas outras línguas, a palavra Páscoa origina-se do hebraico Pessach. Os espanhóis chamam a festa de Pascua, os italianos de Pasqua e os franceses de Pâques.
O verdadeiro sentido da Páscoa
A festa da Páscoa
Para entendermos a Páscoa cristã, vamos, sinteticamente, buscar sua origem na festa judaica de mesmo nome. O ritual da Páscoa judaica é apresentado no livro do Êxodo (Ex 12.1-28). Por essa festa, a mais importante do calendário judaico, o povo celebra o fato histórico de sua libertação da escravidão do Egito acontecido há 3.275 anos, cujo protagonista principal desse evento foi Moisés no comando de seu povo pelo mar vermelho e deserto do Sinai.
O evento ÊXODO/SINAI compreende a libertação do Egito, a caminhada pelo deserto e a aliança no monte Sinai (sintetizado nos dez mandamentos dado a Moisés). De evento histórico se torna evento de fé. A passagem do mar vermelho foi lembrada como Páscoa e ficou como um marco na história do povo hebreu. Nos anos seguintes ela sempre foi comemorada com um rito todo particular.
Todo ano, na noite de lua cheia de primavera, os hebreus celebravam a Páscoa, com o sacrifício de cordeiro e o uso dos pães ázimos (sem fermentos), conforme a ordem recebida por Moisés (Ex 12.21.26-27; Dt 12.42). Era uma vigília para lembrar a saída do Egito (forma pela qual tal fato era passado de geração em geração – Ex 12.42; 13.2-8).
Essa celebração ganhou também dimensão futura com o passar do tempo. E quando novamente dominados por estrangeiros, celebravam a Páscoa lembrando o passado, mas pensando no futuro, com esperança de uma nova libertação, última e definitiva, quando toda escravidão seria vencida, e haveria o começo de um mundo novo há muito tempo prometido.
A celebração da Páscoa reunia três realidades distintas:
    • uma realidade do passado: o acontecimento histórico da libertação do Egito quando Israel tornou-se o povo de Deus;
       
    • uma realidade do presente: a memória ritual (=celebração) do fato passado levava o israelita a ter consciência de ser um ‘libertado’ de Javé (=Deus), não somente os antepassados, mas o sujeito de hoje (Dt 5.4);
       
    • uma realidade futura: a libertação do Egito era símbolo de uma futura e definitiva libertação do povo de toda a escravidão. Libertação esta que seria a nova Páscoa, marcando o fim de uma situação de pecado e o começo de uma nova era.  
Jesus oferecendo seu corpo e sangue assume o duplo sentido da páscoa judaica: sentido de libertação e de aliança. E ao celebrar a Páscoa (Mt 26,1-2.17-20), Ele institui a NOVA PÁSCOA, a Páscoa da libertação total do mal, do pecado e da morte numa aliança de amor de Deus com a humanidade.
A nova Páscoa não era uma libertação política do poder dos romanos, como os judeus esperavam. Poucos entenderam que o Reino de Deus transcende o aspecto político, histórico e geográfico.
Hoje, ao celebrarmos a Páscoa, não o fazemos com sacrifício do cordeiro e alimentando-nos com pães sem fermento, pois Cristo se deu em sacrifício uma vez por todas (Jo 1.29; 1Cor 5.7; Ef 5.2; Hb 5.9), como cordeiro pascal, como prova e para nos libertar de tudo aquilo que nos oprime.


Os ovos de páscoa
Na antigüidade os egípcios e persas costumavam tingir ovos com cores da primavera e presentear os amigos. Para os povos antigos o ovo simbolizava o nascimento. Por isso, os persas acreditavam que a Terra nascera de um ovo gigante.
Os cristãos primitivos do oriente foram os primeiros a dar ovos coloridos na Páscoa simbolizando a ressurreição, o nascimento para uma nova vida. Nos países da Europa costumava-se escrever mensagens e datas nos ovos e doá-los aos amigos. Em outros, como na Alemanha, o costume era presentear as crianças. Na Armênia decoravam ovos ocos com figuras de Jesus, Nossa Senhora e outras figuras religiosas.
Os ovos não eram comestíveis, como se conhece hoje. Era mais um presente original simbolizando a ressurreição como início de uma vida nova. A própria natureza, nestes países, renascia florida e verdejante após um rigoroso inverno.
Em alguns lugares as crianças montam seus próprios ninhos e acreditam que o coelhinho da Páscoa coloca seus ovinhos. Em outros, as crianças procuram os ovinhos escondidos pela casa, como acontece nos Estados Unidos.
Antigamente, me lembro, há mais de 20 anos, o costume era enfeitar e pintar ovos de galinha, sem gema e clara, e recheá-los com amendoim revestido com açúcar e chocolate. Os ovos de Páscoa, como conhecemos hoje (de chocolate), era produto caro e pouco abundante.
De qualquer forma o ovo em si simboliza a vida imanente, oculta, misteriosa que está por desabrochar.
A Páscoa é a festa magna da cristandade e por ela celebramos a ressurreição de Jesus, sua vitória, sua morte e a desesperança (Rm 6.9). É a festa da nova vida, a vida em Cristo ressuscitado. Por Cristo somos participantes dessa nova vida (Rm 6.5).

O chocolate
Essa história tem seu início com as civilizações dos Maias e Astecas, que consideravam o chocolate como algo sagrado, tal qual o ouro. Os astecas usavam-no como moeda.
Na Europa aparece a partir do século XVI, tornando-se popular rapidamente. Era uma mistura de sementes de cacau torradas e trituradas, depois juntada com água, mel e farinha. O chocolate, na história, foi consumido como bebida. Era considerado como alimento afrodisíaco e dava vigor. Por isso, era reservado, em muitos lugares, aos governantes e soldados. Os bombons e ovos, como conhecemos, surgem no século XX.

Fonte:www.culturabrasil.org/páscoa.htm


Por José Luiz C. Duarte

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Cookies de aveia e chocolate!


Olá...vocês já devem ter percebido que sou açúcar total...afinal, quase todas as receitas que apresentei aqui até agora, foram com esse ingrediente...rs
Bem,confesso que realmente tenho uma predileção pelas receitas doces!rs ;))
Esse cookie é muito gostoso,saudável e super prático de fazer.Além disso, aceita muito bem passas, gotas de chocolate, castanhas ou outros nuts de sua preferência...esse fiz com gotas de chocolate ao leite e meio amargo.

Cookies de aveia e chocolate!
- xícara de 240 ml

- 3/4 de xícara de margarina
- 1 xícara de açúcar mascavo
- 1/2 xícara de açúcar branco
- 1/4 xícara de leite
- 1 ovo
- 1 colher (chá) de essência de baunilha
- 1 xícara de farinha de trigo ( pode precisar de um pouco mais -usei mais 1/4 de farinha de centeio integral)
- 1 colher (chá) de canela em pó
- 1 ou 1/2 colher (café) de noz moscada
- 1/2 colher (chá) de fermento em pó
- 1/4 colher (chá) de sal
3 xícaras de aveia em flocos
- 1 xícara de gotas de chocolate ao leite e meio amargo

Modo de fazer:

Bata o açúcar com a manteiga (eu bato na mão,usando apenas um fouet).
Depois acrescente o leite, a baunilha e o ovo, batendo mais um pouco até incorporar os ingredientes.
Adicione os secos e apenas misture.
Por último, coloque as gotas de chocolate...não misture demais!
Forre uma assadeira com papel manteiga e vá colocando colheradas de massa.
Pré-aqueça o forno à 180º e asse por 10 minutos.
Deixe esfriar sobre uma grelha.

Sugestão leve e gostosa para aquela hora que bater uma fominha inesperada durante o feriado.
Uma ótima Sexta-Feira Santa à todos e até a próxima! 

domingo, 17 de abril de 2011

Pão de Mel!


Olá, estamos à poucos dias da Páscoa...a festa cristã que comemora a ressurreição de Jesus Cristo - na próxima semana falarei um pouco mais sobre isso - hoje trouxe para vcs uma opção deliciosa com chocolate para substituir os famosos ovos... o pão de mel, que pode graciosamente ser presenteado aos amigos ou apresentado como a sobremesa após o almoço de Páscoa.
Para aqueles que apreciam o sabor intenso das especiarias, a doçura do recheio de doce de leite e a crocância da casquinha feita com chocolate ao leite e meio amargo...é uma tentação.
Se você, assim como eu, é louca por pão de mel...não deixe de experimentar,garanto que não irá se arrepender!...ele é muito, mas muiiiito macio, úmido e saboroso...confesso que dá um pouquinho de trabalho, mas o resultado final é um dos melhores pães de mel que já comi!! :)

Pão de mel!
( Receita da culinarista Dalva Zanforlin )

Ingredientes:
- 5 ovos
- 1 e 1/2 xícara (chá) de açúcar mascavo
- 1/2 xícara (chá) de água
- 1/2 xícara (chá) de favinho ( uso mel )
- 1 xícara ( chá) de chocolate em pó
- 1/2 xícara (chá) de óleo
- 1 colher (sopa) de tempero para pão de mel ou especiarias*
- 1 pitada de sal
- 2 xícaras (chá) de farinha de trigo
- 2 colheres (chá) de bicarbonato de sódio

Aproximadamente 1kg de chocolate ao leite e 600 a 700g de doce de leite.


Modo de Fazer:

Numa panela coloque a água, o favinho e o chocolate em pó.Misture bem, leve ao fogo e deixe ferver.
Retire, junte o óleo e o tempero.Mexa até incorporar e reserve.

Na batedeira, adicione os ovos inteiros com o açúcar e bata bem até formar uma gemada cremosa.

Enquanto isso à parte, misture a farinha, o sal e o bicarbonato.

Sobre a gemada cremosa, acrescente a calda de chocolate reservada, ainda morna.Mexa, incorporando bem os ingredientes.
Junte a farinha previamente misturada.Bata bem com a batedeira em velocidade baixa, até obter uma massa lisa e homogênea.
Unte as forminhas próprias para pão de mel (eu uso as de 5cm de diâmetro) com margarina dissolvida e enfarinhe cada uma.
Coloque a massa apenas até a metada da forminha...cuidado nesse momento, pois um pouquinho a mais e irá derramar no forno...ela cresce bastante!
Use forno pré-aquecido a 180ºC, por 15-18 minutos.
Desenforme o pão de mel ainda morno.Corte-o ao meio, mas não chegue até o fim.Com uma colher, passe um camada generosa do recheio de sua preferência (eu usei doce de leite Aviação), mas vc pode usar geléias, cremes trufados, brigadeiro ou deixar sem recheio, fica à seu gosto.

Derreta o chocolate fracionado de sua preferência**.Coloque o pão de mel já recheado e banhe-o com cuidado, usando se possível, um garfo apropriado.
Coloque-o para secar sobre um tabuleiro forrado com papel manteiga ou grelha própria.
Eu sempre recheio e banho à noite, pois é mais fresco para lidar com chocolate, depois deixo secando até o dia seguinte.

Rend. 35 a 40 pães de mel
Pode ser conservado de 7 a 10 dias, desde que embalados e mantidos em local fresco.

*Caso não encontre o tempero para pão de mel, use especiarias na medida: 1 colher (chá) de canela em pó, 1 colher (café) de cravo em pó, 1 pitada de noz moscada moída.
**O chocolate fracionado (uso um blend,que é uma mistura de ao leite com meio amargo) para o banho-maria deve ser picado e colocado na panela própria para banho- maria (eu encaixo um refratário sobre a panela de forma que não toque a água).Leve a panela com água para ferver até formar bolinhas ( 40 a 45ºC ), vou no olhômetro mesmo!Desligue o fogo e coloque o refratário  com chocolate picado sobre a panela com água quente.Mexa até derreter, espere esfriar um pouco antes de empregar.
Não derreta todo chocolate de uma só vez, vá adicionando aos poucos à medida que precisar.

Espero que tenham gostado da receita de hoje...que eu deixo com carinho para os apreciadores de chocolate e que fiz para o meu filho que é fã dessa gostosura...até a próxima!

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Delicadezas de baunilha!


Olá, como prometi voltei com uma receita deliciosa de biscoitos amanteigados...perfeita para acompanhar uma xícara de chá nesses dias outonais que já se fazem perceber.A receita é da Nigella, mas eu a encontrei no Dedo de Moça, que também merece uma visita.

Bolachinhas de baunilha da Nigella!

- 100g de açúcar de confeiteiro
- 200g de farinha de trigo
- 100g de amido de milho (maisena)
- 200g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
- 1 fava de baunilha (use apenas as sementes)
- açúcar de confeiteiro para polvilhar

Modo de Fazer:

Pré-aqueça o forno à 160 graus
Coloque a farinha de trigo, o açúcar de confeiteiro e o amido de milho numa tigela e misture bem.Peneire essa mistura duas vezes.
Coloque as sementes da baunilha e a manteiga, misture bem com as mãos até que fique homogêneo.
Transfira essa mistura para uma assadeira e abra-a com as mãos (eu abri na bancada), alise até que toda a massa fique com a mesma espessura.
Corte as bolachinhas com um cortador de biscoitos ( se não tiver cortador próprio, use a borda de uma xícara de café) e com auxílio de uma espátula transfira-as para outra assadeira (essa é a parte mais delicada) deixando espaço entre elas.
Leve para assar no forno baixo (160 graus) por 25 a 30 minutos.Essa bolacha não deve ficar dourada* nem crocante, pois é amanteigada.As bordas podem ficar douradas, mas evite que ela fique totalmente nessa coloração.
Retire do forno e deixe esfriarem na assadeira por 10 minutos antes de removê-las.
Polvilhe açúcar de confeiteiro sobre elas e guarde-as em recipiente bem fechado.

Rend. 30 bolachinhas médias.
 Eu fiz apenas meia receita e me renderam 17 bolachinhas.


*Repetirei a receita com certeza, mas da próxima vez, deixarei numa espessura maior e mais "branquinhas"...meu forno não anda muito obediente e não possui termostato...por isso, as minhas ficaram um tantinho crocantes, mas ainda assim, delicadas e saborosas.

Espero que tenham gostado, um ótimo fim de semana pra vcs e até a próxima...

Mimos de Natal!


Eu sei, eu sei...o Natal já passou faz meses, mas como comecei meu blog no final de março, tenho algumas coisas para mostrar à vcs que são mais antigas que isso...presentinhos que ganhei no Natal, todos relacionados com a cozinha e que me deixaram muito feliz...sendo assim quero compartilhar aqui!
Então...devo ou não, ir para cozinha??rsrsrs...
Sabe, eu também não resisto quando vejo um livro de receitas novo, principalmente se as fotos são lindas, daquelas que dão água na boca...esse aí de baixo é minha mais nova aquisição ;)...rs


Daqui à pouco voltarei com uma receitinha...aguardem!!

domingo, 10 de abril de 2011

Scones de tâmaras!

Olá...hoje fez um lindo dia de sol, aproveitei para ir à feira pela manhã e fazer uma comidinha sem pressa...oba!! é sábado!! ;)
Durante à tarde, depois de navegar  pela blogosfera e ver várias receitas de scones, não resisti e optei por essa do maravilhoso Trem Bom...quase nada adaptada por mim.
Os scones se assemelham à pãezinhos ou cookies, aerados por dentro e sequinhos por fora, parecem as nossas broinhas e caem muito bem com uma xícara de café ou chá.Sua origem é escocesa e são servidos usualmente em formato triangular, mas aqui foram cortados em quadradinhos, podem receber manteiga ou geléia depois de assados...como sua massa base é neutra, ele aceita grande variação de sabor.Esses foram feitos com tâmaras e passas brancas, visto que eu não tinha a quantidade de tâmaras pedidas na receita e achei que ficou ótimo!

Scones de tâmaras e passas!

- 250g de farinha de trigo com fermento ( usei sem e substitui 1/4 por farinha de centeio integral)
- 1/4 colher (chá ) rasa de noz moscada em pó
- pitada de sal
- 1 colher (chá ) de fermento para bolo
60g de manteiga gelada picada ( precisei de 90g )
- 2 colheres (sopa ) bem cheias de açúcar mascavo claro
- 250g de tâmaras secas de boa qualidade picadas**
- 150 ml de leite em temperatura ambiente
- 1 ovo batido para pincelar os scones

** caso não tenha ótimas tâmaras em casa, aquelas suculentas, deixe as suas de molho no suco de laranja por 30 minutos para hidratá-las, antes de usar.
Use uma assadeira rasa levemente untada.

Modo de fazer

Pré-aqueça o forno à 200 graus e deixe a assadeira reservada.

Numa vasilha coloque a farinha de trigo, a noz moscada, o sal e o fermento para bolo.Use um fouet para dar uma leve mexida e aerar a mistura.Depois acrescente o açúcar e a manteiga, use as pontas dos dedos para misturar tudo.A consistência é de uma farofa grosseira, não de uma massa macia.Acrescente as tâmaras e use os dedos para incorporar os pedaços à mistura, por último adicione o leite.Utilize uma espátula para unir tudo.Vire a massa numa superfície levemente untada e use as mãos para dar forma à massa, não tente sovar.Forme um quadrado ou círculo com a massa.Corte com uma faca ou um cortador próprio, transfira os scones para a assadeira e pincele com ovo batido.
Leve ao forno por 15 - 18 minutos.Retire do forno e sirva em seguida.

Fiz menores que os da Valentina e consegui 16 scones.

Bjsss e até a próxima...

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Bolo de bananas!

Olá...vc já falou para o seu filho(a) que o(a) ama hoje?! não?! então, não deixe para depois.

Fim de semana chegou e nada mais gostoso que descansar no sofá da sala com um pedaço de bolo daqueles que a gente adooora!!
Dessa vez eu trouxe um dos meus preferidos...já fiz tantas vezes que perdi as contas...rsrsr.
A receita desse bolo macio e úmido veio do blog  No Calor do Fogão e foi um tantinho adaptada por mim.

Bolo de bananas!

- 125g de manteiga sem sal em temperatura ambiente ( uso 100g )
- 3/4 de xícara de açúcar ( pode ser mascavo)
- 1 ovo
- 2 colheres (sopa) de leite
- 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
- 1 e 1/2 xícaras de farinha de trigo (pode substituir parte por farinha integral ou farinha de linhaça)
- 1 colher (chá) de fermento em pó
- 3 a 4 bananas maduras amassadas
- 1 colher (chá) de canela em pó

Opcionais: se quiser pode adicionar 1 xícara de gotas de chocolate ao leite ou meio amargo; passas ou castanhas também combinam bem.Eu sempre coloco as gotas de chocolate e às vezes, somo passas brancas e escuras, mas é questão de gosto pessoal.

Modo de fazer:

Pré-aqueça o forno à 180 graus.Unte e polvilhe com farinha uma assadeira de 20cm de diâmetro.
Numa tigelinha, misture o leite com o bicarbonato e reserve.
Numa tigela média, bata a manteiga com o açúcar até obter um creme homogêneo.
Adicione o ovo e o leite e bata mais um pouco.Acrescente as bananas e misture bem.Por fim, adicione a farinha, o fermento e incorpore-os delicadamente.Se quiser adicionar os opcionais, a hora é agora!
Assar em média por 40 minutos.
Façam esse bolo e não se arrependerão!!
Até a próxima...


terça-feira, 5 de abril de 2011

Caracóis de presunto e queijo!


Olá...ainda estamos no meio da semana, mas nem por isso não merecemos um lanchinho gostoso no fim da tarde...
Esses caracóis são uma adaptação de um rocambole salgado que aprendi nos tempos de faculdade,
dentre tantos aprendizados dessa época, conseguir me virar na cozinha foi um deles, claro que muita coisa foi desperdiçada, esse porém, foi um sucesso!!
 Foi trazido para casa da minha mãe, e continua se repetindo até hoje na minha casa - obrigada ao Ricardo e à mãe dele que nos mandou a receita.
Dessa vez, resolvi fatiar o rocambole e assar pequenos caracóis...ideal para o lanche da tarde!!

Caracóis de presunto e queijo!

Faça um mingau com um tablete de fermento fresco (15g),um copo de leite duplo (copo de requeijão) e três colheres de sopa de farinha de trigo.Deixe tampado, em lugar fechado até dobrar de volume.

Depois adicione:

 - 2 ovos
 -2 colheres rasas de margarina
- 4 colheres de óleo
- 1 colher rasa de sal
Farinha até dar ponto de massa não muito dura.Deixe descansar para crescer até dobrar de volume (cerca de 1 hora).
Depois abaixe a massa com as mãos, divida  em duas partes e estenda com o rolo, coloque o recheio à seu gosto - eu fiz com queijo mozarela, presunto, tomates em fatias finas e orégano seco -mas vc pode usar a sua criatividade.
Enrole como rocambole, corte fatias de 2cm de espessura e disponha uma ao lado da outra, em forma levemente untada.
Asse em forno pré-aquecido, até que doure.

Rend: 2 rocamboles médios ou cerca de 32 caracóis.
Aqui fiz meia receita e me rendeu 16 unid.

Dica: vc pode assar o rocambole inteiro se quiser, nesse caso pincele com gema batida antes de ir ao forno.
Outras sugestões de recheio: atum, carne moída, pastrame e até verduras como acelga refogada ficam um delícia!!
É simples e muito fácil, qualquer dúvida...avisem!

Até a próxima!!

domingo, 3 de abril de 2011

Bolo de maçã!


Olá...hoje foi um domingo agradável e produtivo - normalmente os domingos não costumam ser produtivos, apenas preguiçosos, portanto este merecia um bolinho para o  lanche da tarde...algo com frutas e canela que combina com outono.
Vocês irão perceber logo, que gosto muito de bolos que levam frutas- coisinha bem saudável -rs...
não consumo frutas como deveria...eu sei, eu sei...isso não é legal!! mas sempre que vejo receitas com frutinhas, seja aos pedaços ou apenas para aromatizar, sinto que já gostei! foi assim com esta daqui, feita com maçãs, que minha mãe  passou pra mim à alguns anos - e creio que ela não tenha anotado de onde tirou -experimentem...é um bolo fácil, rápido e muito saboroso!!

Bolo de maçãs!

- 4 ovos
- 2 xícaras de açúcar (usei 1 e 1/2)
- 1/2 xícara de óleo
- 3 maçãs picadas (descascar e reservar as cascas)
- 1 colher de sopa de canela em pó
- 2 xícaras de farinha de trigo
- 1 colher de fermento em pó

Modo de Fazer:

Bata no liquidificador os ovos, o açúcar, óleo, as cascas reservadas e a canela.Reserve.
Numa tigela coloque a farinha, as macãs picadas e o fermento e junte à mistura reservada.
Misture tudo com cuidado, coloque em forma de anel de 20cm de diâmetro untada e enfarinhada e asse em forno pré-aquecido a 180 graus, por aproximadamente 35 minutos ou até que inserindo um palito, ele saia limpo.
Se quiser, polvilhe açúcar de confeiteiro depois de desenformar! - eu não usei.

Espero que tenham uma ótima semana!! até a próxima...
-

sábado, 2 de abril de 2011

Pão de leite!


Agora vou contar pra vcs que sou louca por receitas de pães...quando entro em uma livraria e vou olhar livros de culinária, meus olhos já são puxados imediatamente para as capas que contém fotos de pães...rsrsrss
Então, nada melhor que começar com essa ótima receita! À princípio não coloquei fé, pois ela vem no livrinho da mfp...mas qual foi a surpresa ao me deparar com um pão macio, fofo mesmo...daqueles que pedem uma manteiga honesta e um café quentinho...hummm!!

Pão de leite!

 - 1 1/3 copo de leite
 - 2 colheres (sopa) de creme de leite sem soro
 - 1 ovo
 - 1 1/2 colher (chá) de sal
 - 2 colheres (sopa) de açúcar
 - 4 copos de farinha de trigo
 - 2 colheres (chá) de fermento biológico seco instantâneo
 - 2 colheres (sopa) de leite em pó

Modo de Fazer:

Se vc tem a mfp, coloque todos os ingredientes na ordem descrita e selecione o programa massa.Quando a massa estiver pronta, retire da cuba e sobre uma superficie enfarinhada,separe em 4 partes (eu separei em 3) estenda cada parte, enrole em pequenos rocamboles e coloque em formas de bolo inglês.
Deixe levedar para crescer por cerca de uma hora, então asse em forno pré-aquecido a 180 graus por 45 minutos ou até que doure.
Caso não tenha a mfp...não se preocupe, basta misturar os ingredientes, amassando bem com as mãos até que fique homogêneo, em média 10 minutos(adicione a farinha aos poucos, pode precisar de um pouco mais)...deixe descansar por uma hora, coberto com um pano de prato em local livre de correntes de ar (eu coloco no forno desligado, mas com a luz acesa).
Depois, proceda como descrito acima no ponto em que se retira da cuba.

Rend. 2 pães médios.
Xícara medidora: 240ml

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Rosquinha de Pinga!


Olá, hoje eu trouxe uma receitinha que me remete aos tempos de criança...adorava as rosquinhas envoltas no açúcar que uma tia prendada fazia, diferentes dessas, mas igualmente saborosas! Essa receitinha veio do blog Chocorango.


Rosquinha de pinga!

Ingredientes:
 - 2 ovos
 - 200 ml de leite
 - 200 ml de cachaça
 - 130 ml de óleo
 - 2 colheres (sopa) de manteiga em temperatura ambiente
 - 190 g de açúcar
 - 1 colher (sopa) de fermento em pó
 - Farinha até dar ponto (cerca de 900g )

Cobertura:

Açúcar de confeiteiro
Cachaça

Preparo:

Em uma tigela grande, coloque os ovos, leite,cachaça, óleo,manteiga e açúcar.Vá despejando a farinha junto com o fermento aos poucos, misturando bem com as mãos.Não coloque muita farinha para as rosquinhas não ficarem duras.
Faça as rosquinhas e coloque em forma levemente untada.
Asse em forno pré-aquecido à 180 graus por 15-20 minutos, até que a base esteja dourada.

Cobertura:
Em uma tigela, coloque o açúcar e em outra a cachaça.Passe as rosquinhas ainda quentes pela cachaça e depois pelo açúcar.Deixe esfriar sobre uma grade.

Dicas: substitua a cachaça por suco de laranja.
Rend. 100 rosquinhas.