segunda-feira, 25 de julho de 2016

Bolo Mármore de Café e Pralin


Uma cozinha não deve passar muito tempo sem o aconchego de um bolo, sinto falta de uma saborosa fatia para acompanhar o café, as receitas são inúmeras, mas sempre temos alguma que toma a frente.
Foi assim com esse bolo mármore, que embora pareça comum (faço bolo mármore desde menina), o acréscimo de café e praliné chamou totalmente minha atenção.
 E que agradável surpresa eu tive, adorei a textura e o sabor da massa e a farofinha de caramelo e amêndoas faz toda diferença.
A título de curiosidade ou aprendizado, praline é a combinação de amêndoas ou avelãs tostadas + caramelo, chama-se pralin a farofinha fina obtida através do processamento dessa mesma combinação, já o praliné seria a pasta obtida quando se processa mais tempo, devido a liberação do óleo da fruta.

Bolo mármore de café e pralin
(do livro Gâteau de maman)

- 1 e 1/2 xícara de farinha de trigo
- 150g de manteiga
- 3 ovos
- 1 xícara de açúcar
- 3 colheres (sopa) de leite
- 3 colheres (sopa) de café solúvel, usei solúvel em pó
- 1 colher (sopa) de fermento em pó
- 1 pitada de sal
- 40g de pralin de amêndoas, cerca de 4 colheres (sopa) e um pouco mais para polvilhar

Preparo:

Preaqueça o forno a 180ºC. Unte enfarinhe uma forma de bolo inglês, usei de silicone, reserve.
Derreta a manteiga no microondas e reserve. Misture a farinha com o fermento e reserve.
Separe claras e gemas, bata as claras em neve firme com a pitada de sal.
Em outra tigela, misture a manteiga com o açúcar, junte as gemas e bate bem. Adicione a farinha intercalando com o leite e misture bem. Incorpore as claras em neve, mexendo delicadamente.
Divida a massa em duas partes, em uma acrescente o café solúvel dissolvido em 3 colheres (sopa) de água, na outra parte acrescente o pralin (reserve um pouco para polvilhar), misture bem cada uma delas.
Despeje a massa alternada na forma preparada, coloquei primeiro a mistura de café.
Polvilhe a massa com um pouco de pralin, leve ao forno por 30-40 minutos ou até que o teste do palito saia limpo.
Depois de frio, polvilhe o bolo com mais pralin para servir.

Para fazer o pralin, leve ao fogo uma frigideira, coloque cerca de 1 xícara de amêndoas e toste ligeiramente. Junte 1/2 xícara de açúcar cristal, vá misturando até açucarar, mantenha no fogo até que o açúcar volte a derreter e envolva todas as amêndoas, cuidado para não queimar.
Distribua em uma assadeira ou pedra ligeiramente untada e deixe esfriar. 
Quebre em pedaços e leve ao processador até virar uma farofinha.
Use imediatamente ou guarde em um pote fechado por até dois dias na geladeira.




Uma linda semana a todos!!

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Ciranda de Receitas - Mousse de Palmito e Espinafre



          A Ciranda de Receitas agora é quinzenal, mais tempo para prepararmos pratos interessantes e postagens de qualidade para vocês. 
 Nessa semana, minha parceira de roda é Catarina, que escreve o blog Ohh céuss!!!, façam uma visita, conheçam suas delícias e aproveitem para ver minha sugestão na sua cozinha.
                       Nas palavras da Catarina, essa receita atende aos vegetarianos, a turma do low carb e aos loucos por entradas, assim como ela. O preparo é fácil, tem uma linda apresentação e o resultado certamente é especial.
 Vamos conferir o prato da Catarina?

Mousse de palmito e espinafre

Para a mousse:
1 vidro de palmito
200ml de creme de leite fresco
150g de cream cheese
1 iogurte natural
2 dentes de alho
1 cebola pequena
2 colheres de azeite
2 xíc. de espinafre escaldado
1 e 1/2 envelope de gelatina sem sabor
sal e pimenta a gosto

Corte o palmito em rodelas.
Dissolva a gelatina conforme as instruções do fabricante
Bata no liquidificador todos os ingredientes. Coloque numa forma untada com azeite.
Leve à geladeira por 4 horas, até que firme a gelatina.
Desenforme a mousse num prato grande e decore com os ingredientes abaixo.

Para decorar:
1 vidro de palmito
Tomate cereja
Alfaces variadas
Azeitonas pretas
Cheiro verde, sal, pimenta e limão

Sirva como entrada, com pães ou torradas.

                               Nunca fiz nada parecido por aqui, preciso experimentar!


Link das demais cirandeiras participantes:



Ótimo final de semana a todos!

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Rolinhos Recheados com Doce de Abóbora



Adoro pão doce, tenho boas lembranças de uma rosca doce que meu pai comprava para o lanche, uma nostalgia gostosa e suave que me vem à mente vez ou outra.
Tinha um doce de abóbora na geladeira, outra lembrança arrasadora de infância da qual jamais me desapegarei, fiz igualzinho esse aqui, apenas omiti o coco, queria todo o sabor da abóbora.
A vontade de um pão doce se resolveu com essa versão deliciosa da lembrança de criança, massa leve, macia, doce na medida, com um recheio que amo, traduzindo...felicidade em rolinhos!

Rolinhos recheados com doce de abóbora
(massa adaptada daqui)

- 1 e 1/2 xícaras de farinha de trigo
- 5g ou 1/2 colher (sopa) de fermento biológico seco
- 1 colheres (sopa) de açúcar
- 1 e 1/2 colher (sopa) de manteiga ou margarina
- 1 ovo
- 1 pitada de sal
- 1/4 xícara (chá) de leite morno
- geleia de sua preferência para pincelar sobre os pães, opcional

Preparo:

Usei a mfp para sovar. Para fazer à mão misture todos os ingredientes, colocando a farinha aos poucos até obter uma massa lisa e homogênea, sove por cerca de 10 minutos, a massa deve ficar leve e macia.
Deixe descansar por 1 hora em local aquecido.
Depois desse tempo ou quando a mfp terminar seu ciclo, abra a massa em superfície enfarinhada com ajuda de um rolo, distribua o doce de maneira uniforme, enrole como rocambole, corte fatias de mais ou menos 2cm, distribua em assadeira ligeiramente untada.
Deixe crescer em local aquecido até dobrar de volume. 
Leve assar a 180ºC por aproximadamente 30 minutos ou até que dourem.
Pincele a geleia sobre os pãezinhos assim que saírem do forno.

Depois delicie-se!



Uma doce semana a todos!

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Tagliatelle com Ragú de Carne de Porco



Apesar da origem italiana, massa nem sempre foi minha refeição favorita, ainda bem que mudamos com o tempo!
Esse prato surgiu da necessidade em usar uma sobra de carne assada, transformá-la em ragú foi fácil e rápido e o resultado é esse que você vê, uma refeição bonita e substanciosa!

Eu já tinha a carne pronta que sobrou do almoço de domingo, mas se quiser saber como a preparei, aqui vai.
Usei uma peça inteira de bisteca de porco, temperei com uma pasta de alho, sal e pimenta do reino (tudo socado no pilão), também vinho branco e ervas desidratadas (cebola e salsa), deixei marinando por duas horas.
Coloquei na assadeira com um fio de óleo (e o suco da marinada também), cobri com papel alumínio e levei ao forno por 1 hora.
Retirei o papel e deixei em fogo médio até estar cozida e dourada.
Para o ragú, coloque um fio de óleo na panela de pressão, doure uma cebola pequena cortada em rodelas, junte a carne (já assada) cortada em pedaços médios e um ou dois tomates maduros (sem pele e sem sementes) cubra com água quente, adicione uma bela pitada de cúrcuma, feche a panela e deixe cozinhar por 15 - 20 minutos após pegar pressão.
Abra e deixe cozinhar com a panela semi tampada até que o molho engrosse, a carne deve estar desfiando.
Corrija o sal, acrescente folhas de manjericão e sirva sobre sua massa preferida cozida "al dente".
Regue com azeite de oliva e polvilhe queijo parmesão ralado na hora.

Bom apetite e seja feliz!

Excelente final de semana a todos!!

terça-feira, 12 de julho de 2016

Bolacha de Mel


Se quer uma receita especial de bolacha de mel, essa é perfeita, lembra bolachões de mel que conheço desde a infância e ainda existem por aí, mas estas são caseiras e deliciosas.
Essa receita como tantas outras aqui no blog encontrei no Fazendo Arte, da querida vizinha Oslaine, se veio de lá, é 100% garantido.
Fiz apenas metade da receita abaixo e consegui cerca de 20 bolachas.

Bolacha de mel

- 550g de farinha de trigo
- 250g de mel
- 150g de açúcar
- 2 ovos
- 1/2 colher (chá) de canela
- 1/2 colher (chá) de noz moscada
- 1 colher (chá) de cravo
- casca de limão ralada a gosto
- 2 colheres (chá) de bicarbonato de sódio
- 1 colher (sobremesa) de chocolate em pó

Preparo:

Preaqueça o forno a 180ºC. Unte e enfarinhe uma assadeira grande.
Aqueça o mel em banho-maria ou no microondas para que fique líquido.
Misturar todos os ingredientes, colocando a farinha aos poucos, amasse com as mãos até dar o ponto para formar bolinhas.
Unte as mãos com manteiga, faça bolinhas e achate-as ligeiramente (achatei muito as minhas, por isso ficaram fininhas).
Coloque-as em forma untada e enfarinhada. Deixe descansar na geladeira por 2 horas.
Asse por aproximadamente 20 minutos ou até que fiquem ligeiramente douradas.
Depois de frias, deixe as bolachas por cerca de 2 dias cobertas por um pano para que fiquem macias, depois guarde-as em pote fechado. Se gostar delas mais duras, guarde-as imediatamente após esfriarem.

O sabor e o aroma das especiarias combinados ao mel é intenso, a textura é macia e ligeiramente elástica ao mastigar...simplesmente irresistíveis.

Ótima semana a todos!!